Bitcoin: Mais uma forma de ganhar dinheiro estatal

O Bitcoin é uma cryptocurrency descentralizada (criptomoeda) criada em 2008 por Satoshi Nakamoto, que utiliza a tecnologia Blockchain para que a rede possa funcionar.

O Bitcoin, embora criado para que fosse uma moeda descentralizada sem controle estatal, atualmente é nada mais do que um ativo digital que é usado por várias pessoas em todo mundo como uma forma de ganhar mais dinheiro estatal, especulando o preço do Bitcoin, fazendo com que ele seja um ativo instável e incapaz de ser usado como uma moeda.

O Bitcoin deveria ser usado como uma moeda descentralizada, porém é no máximo usada como uma forma de arranjo de pagamento. Um exemplo de como o Bitcoin é usado:

Comprei um produto X que custa 100 dolares, em Bitcoin.

Esta posição em relação ao Bitcoin, é tóxico, pois é deturpado o real sentido da criação do Bitcoin, e assim, o Bitcoin se torna apenas mais uma forma de ganhar dinheiro estatal, como por exemplo ações.

Eu nunca ouvi falar alguém que comprou uma casa que custava X BTC’s ou um veículo que custava X BTC’s, no máximo alguém que comprou uma casa que custava X USD em BTC.

A especulação que tanto é feita em cima do Bitcoin é algo prejudicial à cryptocurrency, pois com a especulação, o valor da moeda sobe e desce em questões de minutos, podendo valer 15K de Dollar em um hora e em outra hora, valer 12K de Dollar.

E não é apenas o Bitcoin que é afetado com a especulação feito pelos traders, mas todas as outras cryptocurrencies.
Como todas as outras cryptocurrencies estão nas sombras do Bitcoin, quando o Bitcoin está instável, todas as outras cryptocurrencies alterão os seus valores, tornando-as instáveis e impedindo que elas sejam usadas em larga escala pela população.

E as cryptocurrencies não estão na sombra do Bitcoin porque suas tecnologias são inferiores à tecnologia do Bitcoin, mas por causa de toda a especulação do Bitcoin, pois todos desejam ter o máximo de lucro possível, então especulam o Bitcoin, para poder ganhar mais dinheiro estatal.

A inferioridade tecnológica do Bitcoin

Como eu disse acima, a tecnologia do Bitcoin é inferior a várias outras cryptocurrencies. Irei pegar como exemplo a Vcash (XVC), uma cryptocurrency que atualmente custa 0.00006687 BTC’s. Irei mostrar alguns dos problemas que o Bitcoin tem e como a Vcash conseguiu resolvê-los.

1° – Altas taxas de transação: As taxas de transação do Bitcoin são extremamente altas, o que torna sua adesão mais complicada. Atualmente a taxa de transação para fazer uma transação rápida é de 440 satoshis/byte, segundo o site Bitcoin Fees for Transactions.

2° – Tempo de transação: Uma transação na rede Bitcoin demora em média, 10 minutos para ser confirmada. Mas com tantas transações na rede, uma transação pode demorar mais de 1 dia para ser confirmada.

3° – Escabilidade da Blockchain: A Blockchain do Bitcoin tem atualmente 180Gb e ela irá continuar crescendo ao infinito e além.

4° – Custo energético para manter a rede: Atualmente o custo energético para manter a rede Bitcoin superou 20 países europeus e é estimado que se o custo energético continuar crescendo exponencialmente, em 2020 o custo energético para manter a rede Bitcoin será maior que o custo energético mundial. Fonte.

5° – Volatibilidade: Como já expliquei acima, o Bitcoin é extremamente volátil, por causa da especulação. E por justamente ser volátil, a Steam deixou de aceitar pagamentos em Bitcoin.

6° – Sistema de consenso: O Bitcoin não conta com um sistema de consenso, o que torna os soft-fork’s na rede cada vez mais difícil.

Como podemos ver, o Bitcoin tem vários problemas a serem resolvidos, mas agora vamos ver como a Vcash resolve os problemas do Bitcoin:

1° – Taxas de transação: As taxas de transação da Vcash é de 0.0005 XVC por Kilobyte e provavelmente será adicionado um sistema de zerofee.

2° – Tempo de transação: Graças ao Zerotime, uma transação na rede da Vcash demora cerca de 0.23 segundos para que seja confirmada, sem a possibilidade de double spend, sem uso de masternodes e com as moedas podendo ser reutilizadas em menos de 1 segundo.

3° – Escabilidade da Blockchain: A Blockchain da Vcash é extremamente pequena se comparada à Blockchain do Bitcoin e provavelmente será resolvido o problema de aumento da Blockchain com um sistema para deletar informações antigas sem utilidade na Blockchain.

4° – Custo energético para manter a rede: O custo energético para manter a rede é extremamente baixo.

5° – Volatibilidade: Embora o Vcash ainda seja instável, principalmente por causa da volatibilidade do Bitcoin, na qual nenhuma altcoin escapa, ele ainda pode ser considerado mais estável.

6° – Sistema de consenso: O Vcash ainda não conta com um sistema de governança descentralizada, mas conta com um sistema de consenso que utiliza os **Incentive Nodes**.

Como é possível observar, o Bitcoin é infeior ao Vcash, porém, pelo Vcash não ser tão lucrativo quanto o Bitcoin, o Vcash não atrai tanta atenção, mas ele ainda é muito melhor do que o Bitcoin, mas infelizmente, por conta da volatibilidade do Bitcoin, por causa da especulação, ainda é difícil que o Vcash seja utilizado em larga escala.

Final

Enquanto as pessoas continuarem olhando o Bitcoin como mais uma forma de ganhar dinheiro estatal, através da especulação, a criação de Satoshi Nakamoto não terá seu papel cumprido. O grande mal do Bitcoin é a comunidade que o olha como um ativo digital, especulando e assim ganhando dinheiro em cima, enquanto o real sentido dele continue sendo deturpado.

Criptomoedas não são moedas nem ações

Posted in Outros | Com as tags , , , , , | Comments closed

O que diabos é o Ethereum?

Apesar de ‘Bitcoin’ e ‘Ethereum’ serem termos que são muitas vezes emparelhados, a realidade é que eles são muito diferentes. A única coisa que Ethereum compartilha com Bitcoin é que é um criptoasset que corre no topo da blockchain.

Em vez de ser apenas uma cryptocurrency (moeda), como o Bitcoin, o Ethereum também possui recursos que efetivamente o tornam um enorme computador descentralizado.
Read More »

Posted in Outros | Com as tags , , , , , , , | Comments closed

Instalando o kernel Linux-Libre no ArchLinux

Introdução

O ArchLinux é uma distribuição GNU/Linux bastante popular, mas que infelizmente não é livre. O kernel na qual o ArchLinux usa por padrão é o kernel Linux, que contem blobs binários, o que o torna um software não livre. O kernel Linux-libre é um kernel derivado do Linux na qual remove todos os blobs binários, o tornando um software livre.

Read More »

Posted in GNU/Linux, Tutorial | Com as tags , , , , | Comments closed

Privacidade no Firefox

Introdução

O Firefox é um dos navegadores mais utilizados, e que eu também faço uso, mas a Mozilla, que é a desenvolvedora do Firefox coleta muitos dados dos usuários que fazem uso do navegador. Saiba como desativar estes recursos anti-privacidade do Firefox.
Read More »

Posted in Privacidade/Anonimato, Tutorial | Com as tags , , , | Comments closed

Segurança nos navegadores

Introdução

Com a popularização da internet, é comum que usuários usem os navegadores para poderem acessar sites da internet em seus computadores. Mas enquanto usuários navegam na internet utilizando navegadores, correm um grande risco e perdem a privacidade.

Read More »

Posted in Privacidade/Anonimato, Tutorial | Com as tags , , , , , , , , | Comments closed

Removendo Meta-dados de arquivos

Introdução

Os Meta-dados são dados informações sobre um determinado arquivo ou informação sobre as comunicações que envia e recebe. Meta-dados diz respeito aos dados de outros dados. Um item de um metadado pode dizer do que se trata aquele dado, geralmente uma informação inteligível por um computador.
Read More »

Posted in Privacidade/Anonimato, Tutorial | Com as tags , , , , | Comments closed

Pare o DRM.

Introdução

DRM (Digital Restrictions Management) são mecanismos de fabricantes põem em seus produtos e serviços para restringir certas utilizações pelos consumidores. Um belo exemplo de como o DRM restringe a liberdade dos consumidores é quando se compra um ebook na loja da Amazon. Com livros físicos, podemos emprestar ao amigo o livro. Em ebook’s não se pode fazer isso, pois é crime. Quando se compra um ebook em lojas com DRM, você não compra o ebook, mas sim o direito de lê-lo.

Por que o DRM não deve existir?

DRM, como puderam ver acima, limita a liberdade dos consumidores. Limita o acesso ao conhecimento simplesmente por dinheiro. Isto é um erro. Limitar o conhecimento simplesmente por dinheiro, isto é totalmente nonsense.

DRM não deveria existir simplesmente porque o produto que você usa, você não é dono, você não pode usa-lo da maneira que quiser. Você apenas tem o direito de usa-lo com os requisitos do contrato.

Final

DRM afeta a vida de várias pessoas em todo o mundo. Não podemos deixar que o DRM exista.

Dia Internacional Contra o DRM 2017 #DayAgainstDRM

Posted in Outros | Com as tags , , , | Comments closed

Vim – Um poderoso editor de texto

Introdução

vim é um poderoso editor de texto em CLI e que é baseado no vi. O vim está incluido em várias distribuições GNU/Linux e por isto iremos aprender a como usa-lo Read More »

Posted in GNU/Linux, Tutorial | Com as tags , , , | Comments closed

Privacidade – Uma ilusão

Introdução

A privacidade é uma das coisas mais utópicas no século XXI, muitos afirmam que é possível ter privaciadade, mas será mesmo que é possível ?
Read More »

Posted in Privacidade/Anonimato | Com as tags , , , , , , , , | Comments closed

Instalando e usando o Thunderbird e Enigmail

Introdução

O Thunderbird é um cliente de e-mail desenvolvido pela Mozilla para que o usuário possa acessar o e-mail de forma rápida. O Thunderbird também tem vários plugins para garantir a privacidade e segurança enquanto se usa o e-mail. E hoje irei ensinar a como usar o Thunderbird e Enigmail, que é um plugin para o Thunderbird que facilita a troca de mensagens com criptografia GPG.
Read More »

Posted in GNU/Linux, Privacidade/Anonimato, Tutorial | Com as tags , , , , , , , , , , , , , , | Comments closed